Cada pele tem a sua história de aceitação,
respeito e auto-estima.

Histórias

Cátia Caldas

Cátia Caldas

2017: começar a trabalhar, nova rotina, stress… começaram os problemas de pele! Vários médicos, vários diagnósticos curáveis incluindo sarna até que me disseram que era um problema crónico e idiopático que me iria acompanhar sempre. Aprendi a lidar com as crises, indicaram-me a medicação certa e não precisei sempre de voltar ao médico, o que é empoderador! E da bioderma… sou inseparável!

Francisca Amado

Francisca Amado

Quando era pequena tinha a pele atópica. Sofri muito pois fazia chagas e feridas e não podia fazer o mesmo que os outros meninos (a primeira vez numa piscina tinha 8 anos). Melhorou com a idade mas desde que fui mãe (5meses) fiquei cheia de pontos negros, pele seca e manchas. Estou a tentar gostar da minha pele mas não é um trabalho fácil.

Adriana Coelho

Adriana Coelho

A minha pele é a minha história de vida.
Quando comecei a puberdade a minha pele ganhou imenso acne, vermelhão, manchas e muita oleosidade.Fez com que a minha auto-estima estivesse no ponto mais baixo . Fiz tratamento dermatológico e não resultou!
A verdade é que engravidei e fiquei com a melhor pele de sempre!
Agora sou feliz a dobrar, pele boa e com uma Bebe de 6 meses, Benedita ☺️

Gonçalo Batista

Gonçalo Batista

Sou o Gonçalo, tenho 7 anos . Aos 7 meses fiz um transplante cardíaco. Nasci com o coração gigante, mas agora estou bem, faço medicação que torna a minha pele muito seca, só com o creme da Bioderma é que a minha pele fica bem.

Adriana Dionísio

Adriana Dionísio

É difícil caracterizar a minha pele, como um tipo de pele, isto porque no rosto tenho pele oleosa com tendência acneica mas nas pernas e numa mão tenho pele sensível.
Tudo porque sofri queimaduras de 2° e 3° grau nas duas pernas e mão direita, há 1 ano, tenho 24 anos e por isso faço de tudo para amenizar as marcas, um dos tratamentos é utilizar creme hidratante pelo menos 2x por dia.

Madalena Raposinho

Madalena Raposinho

“Tens pele atópica”
Foi me dito há 4 anos atrás. Nunca pensei que fosse tão difícil de controlar em determinadas alturas. Não é nada fácil mas facilita muito ter a gama da Bioderma por perto. E a minha pele agradece. É sentir-me novamente confiante como não me sentia há anos. Ter Bioderma é ser feliz.

Natacha Carreiro

Natacha Carreiro

Desde criança que adoro Sol,praia e mar. Na adolescência o que as raparigas + queriam eram ter um bronze bonito para usar bikinis e roupas coloridas da Beneton. Lembro-me como se fosse hj as horas que passava ao sol sem protecção para ter um bronze bonito.Hj arrependo-me pois ganhei manchas na cara de tanto sol que apanhei. Ao usar Bioderma pigmentbio já noto melhorias nas manchas. Obrigada🙏

Sara Martins

Sara Martins

Sempre tive uma pele normal até aos 21 anos, idade com que descobri que tinha doença de Beçhet. Na sequência da doença auto-imune tenho nódulos nas pernas que se transformam em marcas dolorosas (físicas e psicológicas) e com os tratamentos a pele ficou extremamente seca. A gama Atoderm foi e é a minha salvação.
Voltei a estar confortável na minha pele e a usar vestidos novamente !

Cátia Sousa

Cátia Sousa

Olá, sou a Cátia, mãe da pequena Ema, a Ema nasceu com uma síndrome rara, síndrome de noonan, umas das caraterísticas da síndrome é as alterações na pele. Neste caso a pele atópica. O produto que temos usado na pele, não está a ter sucesso, gostávamos muito da oportunidade de experimentar outro. A Ema sente bastante comichão e tem bastantes bolhinhas pelas pernas, braços e cara. Obrigado.

Gonçalo Batista

Andreia Augusto

Mãe de primeira viagem, aos 2 meses da bebé, começam a aparecer-lhe manchas na pele, cada dia mais vermelhas, maiores, secas e ásperas. Instalado o pânico recorremos á sua pediatra que a diagnóstica com pele atopica e dá-nos a conhecer aquela que é hoje a nossa fiel companheira : Bioderma. Hoje, com quase 3 anos tem uma pele maravilhosa, cuidada, macia graças a uma rotina diária com Bioderma.

Rita Marques

Rita Marques

Tudo começou quando tinha 13 anos. Foi-me muito difícil aceitar o aparecimento do acne e da constante pele oleosa, mas passados 9 anos consigo olhar-me ao espelho e ver que por detrás de uma pele há alma e muita beleza. Seja ela de que maneira for!
Com a Bioderma aprendi a olhar mais para cada necessidade da minha pele e, hoje, consigo perceber que nunca fui tão feliz com a pele que tenho 🤍

Carina Mendes

Carina Mendes

A vida é composta por diversas fases e a minha pele foi sempre o reflexo da minha vida. A adolescência marcada pelas borbulhas e oleosidade, duas gravidezes em que fui abençoada com uma pele suave e sem imperfeições e no meio um cancro cujos tratamentos de quimioterapia me deixaram uma pele seca e reativa. Quase 35 anos de vida e muitas experiências!

Inês Castro

Inês Castro

Tenho pele atópica no corpo desde que me lembro de ser gente 😅mas agora está muito controlada.
Na cara tive sempre tendência a ter pele acneica, mas a história mudou, fui mãe há um ano, e desde aí, nunca mais tive uma borbulha. A minha pele mudou completamente. Portanto a minha vida e a minha pele mudaram faz dia 25 de Junho, um ano ! Agora é mista com algumas manchinhas, mas poucas!

Filipa Castro

Filipa Castro

A história da minha pele começou no dia em que nasci, com um eczema atípico com que sempre vivi. Controlar é uma luta que dá um trabalhão, talvez a bioderma alivie esta sensação.

Inês Castro

Jessica Nunes

Sempre tive borbulhas, desde novinha, sempre foi uma insegurança muito grande, principalmente de quando deixaram de ser só na cara e passaram para as costas e peito, o verão é algo péssimo para mim pois custa imenso mostrar a minha pela, atualmente tenho imensas manchas que também me deixam muito insegura, para além das borbulhas, adoro esta marca e gostava muito de ganhar o passatempo

Patricia Barão

Patricia Barão

A minha pele conta uma história de Amor /ódio. Será sempre fácil dizer que amamos o nosso corpo mas tal não corresponde à realidade, as inseguranças surgem quer sejamos magras, mais cheinhas, estrias, manchas, sardas… Tudo isso eu odiei no meu corpo; hoje apenas tento aceitar o meu templo e cuidar dele da melhor forma possível para amenizar os danos.

Mariana Melo

Mariana Melo

Comecei a ter cuidados com a minha pele quando estava no sétimo ano. Foi quando comecei a ter consciência desta necessidade, pois tinha a pele com muito acne o que me descia muito a autoestima, mais tarde essas mesma borbulhas passaram também para as minhas costas. O que me deixou ainda mais em baixo e sofri de bullying.
Com a ajuda de dermatologistas consegui secar as minhas borbulhas todas.

Madalena Santos

Madalena Santos

A passagem precoce pela puberdade que começou quando tinha apenas 10 anos, refletiu-se na minha pele, e consequentemente no meu psicológico. Desde borbulhas na cara e no corpo, a uma constante oleosidade e vermelhidão que pareciam não ter fim, hoje em dia, valorizo a minha pele cuidada e a influência que pode ter na auto-estima de qualquer um. Nunca é tarde para tratarmos de nós, da nossa pele.

Marisa Pedroso

Marisa Pedroso

Tal como eu, a minha pele tem os seus dias. Eu tive a aprender a aceitar os dias menos bons, a ouvi-la e compreender o que ela precisa. Aos 14 anos fui diagnosticada com psoríase e, desde então, cuidar da minha pele tornou-se uma prioridade. Atualmente, a doença está controlada mas debato-me com uma pele sensível que tem passado por inúmeros desafios. É apenas um dia bom? Não, é todo um processo.

Inês Castro

Cristiana Costa

Para conseguir ter a minha pele bonita e sem acne foi preciso esforço e dedicação para este objetivo alcançar,
Desde a alimentação aos produtos que estava a utilizar ,
A bioderma foi uma preciosa ajuda pois consegui descobrir o que na minha rotina me estava a faltar,
E a minha auto-estima voltou a subir e estou sem dúvida a sentir a minha pele espetacular !

Gonçalo Batista

Sofia Messias

A minha pele conta uma história e não é uma história de encantar mas está-me na memória
e por isso vos vou contar.
Desde cedo tenho dermatite atópica, o dermatologista disse que eu a poderia controlar,
poderia ter crises várias vezes, Mas com bons produtos ela poderia amenizar,
A minha pele conta uma história, desde que sou petiz, e mesmo com comichão,
com Bioderma conseguiu um final feliz!

Alexandra Garcia

Alexandra Garcia

Sempre tive pele oleosa e com alguns poros visíveis, mas após uma má experiência com contraceptivos hormonais desenvolvi acne e desde ai a minha pele nunca mais foi a mesma, após varias idas ao dermatologista e medicamentos tópicos finalmente houve melhorias mas fiquei com a pele muito sensível e reactiva, se não fossem os cuidados da bioderma sensibio não tinha ultrapassado esta fase

Ana Teixeira

Ana Teixeira

Sempre tive uma pele fantástica até aos 18 anos, sem acne, oleosidade e as coisas típicas da adolescência, até que quando entrei na faculdade ficava sempre vermelha na área das bochechas e com pequenas borbulhas, fui ao médico e veio o diagnóstico de rosácea, desde aí tem sido uma luta para que conseguisse amenizar este aspecto que me deixou bastante em baixo, mas com Bioderma tudo é possível!

Angélica Monginho

Angélica Monginho

As cicatrizes nos joelhos são uma maneira
de recordar a infância e toda a brincadeira;
as estrias na pele são a marca verdadeira
que anunciaram a chegada da minha herdeira;
e as rugas que surgem, mesmo que eu não queira,
são o resultado das vivências de uma vida inteira.

Patrícia Silva

Patrícia Silva

A minha pele tem-me dado algumas dores de cabeça ao longo dos anos:primeiro o acne horrível que me provocou complexos imensos ,agora na idade adulta encontra-se na maior parte do tempo seca e extremamente sensível .Tento hidrata-la com bons cremes e bebendo água para ir diminuindo a secura e de vez em quando faço uma limpeza profunda .Bem é a minha pele e tento cuidar dela o melhor que posso.

Andreia Gonçalves

Andreia Gonçalves

A minha pele conta uma história:desde a rosácea grave que tive na adolescência e me fez usar maquilhagem,até aos dias de hoje em que se encontra extremamente seca, secura essa que vou combatendo com bons hidratantes e ingerindo muita água, bem como as primeiras rugas que começam a aparecer, mas com todos os problemas adoro a minha pele e tudo faço para a proteger.😉

Leonor Silva

Leonor Silva

A minha pele conta a história da evolução recente da dermocosmética.Nasci em 74 e atravessei a infância incomodada por um eczema, sendo que no Portugal dos anos 70 não havia propriamente muita oferta de soluções para problemas específicos, aliás nem sequer havia muita oferta de produtos generalistas. Ao longo deste tempo pude realmente beneficiar dos avanços de gigante nesta área. Muito obrigada!

Fátima Amaral

Fátima Amaral

Desde jovem a minha pele nunca teve imperfeições ou acne, mas foi-se tornando mais seca e sensível com facilidade de ter manchas. Cada vez o cuidado e maior. Só me sinto bem com ela bem hidratada e confortável. Já tentei várias marcas que realmente me surpreendessem.

Gonçalo Batista

Anabela Vieira

Desde pequenina que tenho problemas com a pele,apanhava grandes escaldões no verão pois nunca me punham protector solar e hoje com 47 anos,vejo isso marcado na minha pele como uma pele muito velha,gasta com muitas rugas e sem vida,como se fosse uma pessoa de muita idade.e tenho pena e ao mesmo tempo vergonha de ter assim a pele,como da cara e das mãos,mas também as restantes partes do corpo.

Inês Castro

Marina Martins

Combate constante no tratamento das manchas no rosto.

Inês Castro

Lucia Costa

Desde que fui mãe a minha pele mudou drasticamente começou a ter manchas castanhas fruto da gravidez que ainda hoje permanecem. Já usei variadíssimos cremes e não está facil tornar esta situação por isso resolvi aceitar em vez que esconder e disfarçar porque peles perfeitas não existem e se existirem 👌 parabéns. Todas diferentes, todas imperfeitas, todas mulheres.

Sofia Bértolo

Sofia Bértolo

Como alguém de 23 anos com pele atópica há 20 anos que nos últimos 6 anos piorou mais do que nos restantes, sinto que sozinha a minha pele tem vindo a contar a minha história. Estou feliz, ela está feliz. Estou ansiosa ou stressada, ela está igual. Sejam apenas vermelhidão, eczemas ou a crosta do fim, não precisava de ser uma pessoa emocionalmente tão transparente para saberem como me sinto.

Inês Castro

Isabel D Rocha

A história da minha pele é rápida, desde criança que tinha sardas naturais no rosto, entretanto os anos passaram e tive 2 gravidezes em que tive muito “pano” e que nunca chegaram a sair, então tenho o rosto todo com manchas, e gostava que a Bioderma fosse a tal que me fazia o milagre que outras marcas não fizeram.
A minha pele quer o nosso final feliz, que a Bioderma cumpre sempre com o que diz.

Michelle De Paula

Michelle De Paula

Sempre tive manchinas na minha pele, desde sardas até manchas de acne. Por isso cuidar desde cedo sempre foi minha maior prioridade, uma pele bem cuidada trará bons resultados. Aprendi desde cedo que não existe idade para começar a cuidar da pele, e que cada uma possui uma particularidade. Aprender a lidar com a diversidade e aceitá-la é aceitar nossa história!

Gonçalo Batista

Joana Fortes

Na altura quando descobri que era atópica, foi um problema. Encontrar o creme perfeito para manter sempre a barreira protetora da pele foi um pouco difícil! Mas com o aconselhamento da minha dermatologista, encontrei na Bioderma a minha solução! Com os nutrientes essencias que a minha pele precisa, desde o cuidado do banho até à hidratação diária! Foi realmente a minha aliada, para a atopia!

Inês Castro

Monica Santos

A minha pele é mista, tenho zonas oleosas e zonas secas. Nesta altura do ano, no verão, ela tem tendencia a ficar mais seca, e por isso, adorava ter uma boa skin care, como a bioderma, que me ajudasse a tratar da minha pele como ela merece!!

Cátia Caldas

Juju Lafontene

A minha pele tem tanta história para contar… são tantas as memórias vividas e até sofridas relacionadas com a minha pele. Na adolescência, sofri de acne grave e os medicamentos usados ressecaram a minha pele. Na gravidez apanhei melasma, que até aos dias de hoje carrego e, isso faz com que tenha que me precaver ao máximo do Sol. Em todos esses momentos usei Bioderma e hoje tenho uma pele linda.

Gonçalo Batista

Tania Cirne

Por aqui quem sofre com a sua pele é a mais nova da casa desde pequenina que sobre muito com a pele atópica muita comichão e pele muito irritada, mas desde que a BIODERMA faz parte da nossa vida ela esta muito melhor a nossa rotina vai desde o banho ate a hora de dormir noites mais calmas com o spray sos adoramos e só temos a agradecer.

Sara Martins

Sara Martins

A minha pele é como o vinho quanto mais velha mais valiosa e por isso tenho de cuidar muito bem dela uma preciosidade e para isso conto com a ajuda da Bioderma

Inês Castro

Joana Góis

Há mais de 20 anos a minha pele era uma história caótica, com personagens de aparições irregulares, algumas com passado negro, outras bem “oleadas” a evoluir para piadas “secas”… Pedi inspiração e a minha dermatologista personalizou tratamentos incríveis ao longo dos anos… e a Bioderma sempre fez parte, desde o Sébium até hoje, com Sensibio. Continuo a escrever capítulos felizes!

Ana Lopes

Ana Lopes

Cuidar da pele é uma virtude. E a minha história é digna de Hollywood. Desde cedo percebi que a sensibilidade teria o “Papel Principal”. Mas Bioderma lançou-se na “Produção” de um cuidado especial. Ganhei um bom “Argumento” para ficar rendida. E o “Elenco” de irritações desapareceu da minha vida. Agora atribui “Efeitos Especiais” à pele. É um final totalmente feliz, mais suave que mel…

Maria Sousa

Maria Sousa

A minha pele já deu a volta ao Mundo… Conheceu a PRAGA das borbulhas. E o acne deu-me MILÃO e uma aventuras. Apanhou escaldões com a MALTA. Quando achava que os conselhos DUBAI e da mãe não faziam falta. Deparou-se com uma GRANADA de desidratação. A curtir os BUENOS AIRES do verão. Mas hoje, aos 45 anos, tenho um PORTO de abrigo! Bioderma é a marca que MÉXICOmigo. Conselheira e ombro amigo.

Adriana Miguel

Adriana Miguel

Antes não gostava das minhas sardas, pois via-as como um defeito. Sofri com o pesadelo do acne e das borbulhas. Vivi muitos momentos “negros”. Passei o “Cabo das Tormentas” com a desidratação. Hoje, finalmente, consigo perceber que é só a vida a acontecer. É a pele em que eu vivo. São as sardas que me distinguem. Os problemas que tenho de enfrentar. E vivo as emoções à flor da pele com Bioderma…

Inês Araújo

Inês Araújo

Desde bebé que a atopia da minha pele me acompanha. Aos meus 15 anos, umas lesões eczematosas terríveis nos antebraços levaram a minha mãe preocupada a marcar várias consultas, até que uma médica me introduz ao mundo da Bioderma. São já mais de 10 anos a confiar na Bioderma, com cerca de 7 produtos que me acompanham diariamente. Sempre tive uma pele bonita mas agora é também confortável!

Ana Carolina Sangalli

Ana Carolina Sangalli

Eu comecei a ter acne aos 13 anos. Algo que me incomodava muito e logo comecei um tratamento com dermatologista. Foram anos de antibióticos e múltiplos tratamentos tópicos. Eram tantas consultas a dermatologista que acabei por me apaixonar pela área e fiz dermatologia para poder ajudar as pessoas que sofriam como eu.
Hoje em dia, tenho a pele mista a oleosa, com tendendo a acne e já com rugas.

Isabel Seoane

Isabel Seoane

Isabel. 29 anos. Pele mista, com tendência a seca. A minha pele já passou por muito! De cicatrizes profundas, feitas por operações dolorosas, a furos que ainda hoje são visíveis, cada marca que trago na pele, relata uma etapa do percurso que foi para mim crescer e ser como os outros. 27 anos, e surge me ainda acne em adulta. E está tudo bem. O espelho mostra que a beleza nunca me abandonou! ❦

Inês Serra

Inês Serra

Desde cedo me apercebi que tenho uma pele que reage a todos os factores e mais alguns. A juntar a isso, desde muito nova, sofro com uma pela acneica, que causa um grande desconforto, uma vez que, constantemente, surgem algumas borbulhas. Significa isto que, esta pele não aceita qualquer produto, não! Só aceita mesmo os melhores, e os da bioderma são um excelente exemplo 😍

Inês Castro

Maria Espargosa

A minha pele é bem oleosa e requere uma boa limpeza ao acordar/deitar. Por outro lado, após um dia ao sol ou uma boa lavagem fica um pouco seca na zona T, requerendo um bom hidratante.

Ana Martins

Ana Martins

Enquanto adolescente, a minha pele deixava-me envergonhada. Quando alguém me tocava no braço ou na perna, e sentia os pequenos “altos”, sabia logo quais as perguntas que se seguiam: O que se passa com a tua pele? Estás com frio? De facto, viver com queratose pilar não é fácil, mas um bom hidratante para minimizar a sua aparência ajuda e demonstrar amor pela nossa pele todos os dias faz milagres.

Bruna Amorim

Bruna Amorim

A pele sempre foi a minha casa. E é com a bioderma que quero me destacar. Sempre tive a pele muito oleosa, o que me trás um desconforto, fui mãe comecei a ter para além da oleosidade que se manteve, surgiram espinhas. Uma pele saudável, cuidada e acompanhada é a entrada para a minha felicidade. Obrigada bioderma!

Inês Castro

Debora Ferreira

Depois que virei mãe (tive 3 filhos seguidos) minha pele mudou muito. Sem contar nas rugas e olheiras que surgiram por conta de preocupações e noites mal dormidas. Gostaria de cuidar mais da minha pele novamente.

Mariana Oliveira

Mariana Oliveira

No início da adolescência, a minha pele começou a ter tendências acneicas e isso acabou por abalar a minha autoestima. Infelizmente, ainda há muita desinformação sobre o assunto e várias pessoas sentem que estão no direito de opinar e ofender sem saber a história por detrás. Hoje, apenas estão algumas marcas do que foi essa etapa. Uso-as com confiança de quem cresceu a cada dia tal com a sua pele.

Mariana Queiros

Mariana Queiros

“A pele é o reflexo da alma”
A minha pele reflete o meu estado emocional, extremamente sensível e reactiva principalmente em alturas de stress e problemas hormonais.
Com dulpa personalidade ora está esplêndida ou fica reactiva e vermelha ! Conheci o Photoderm Max c/cor na Colômbia e atravassou o Atlântico comigo para se juntar á água sensio que faz parte da minha rotina😊

Gisela Ferreira

Gisela Ferreira

A minha pele é bastante sensível, tenho de ter cuidados com a sua hidratação e exposição tanto ao sol como a outros factores externos como produtos químicos.

Adelaide Rodrigues da Costa

Adelaide Rodrigues da Costa

Eu sempre fui uma menina com uma pele bonita e muito elogiada, chegar aos 30 e ganhar manchas arrasou o meu amor próprio,passei a ter vergonha de mim.Eu tinha 2 opções,ou tinha pena de mim ou aceitava.
Mergulhei no mundo do Skincare,aprendi a cuidar da minha pele,a gostar de mim como sou e hoje ajudo outras pessoas a se aceitarem e a praticarem o autocuidado.
Cada um tem a sua história

Gonçalo Batista

Alexandra Teixeira

Tenho pele seca e sensível em algumas zonas com descamavao de psoriase e prurido. Uso cremes para peles sensíveis e atopicas.

Merícia Jarimba

Merícia Jarimba

A minha pele é e sempre foi um problema. Primeiro foi o acne, depois os poros dilatados, e agora é a sensibilidade devido ao lúpus. Sol, só com fator de proteção elevado e nas horas ditas hora dos bebés. Algumas rugas, e falta de firmeza são também um desassossego. Só com bons cuidados de consegue sair á rua em beleza.

Ana Roque

Ana Roque

Tenho melasma… talvez devido aos anos de infância e adolescência sem grandes cuidados com protecção solar. E eu que adoro o sol! Utilizo os produtos Pigmentbio e Photoderm e gosto muito. E com o melasma a protecção solar é dos melhores remédios! E aprender a amar cada marca da nossa pele!

Ana Teixeira

Ana Teixeira

Em criança era inseparável do meu melhor amigo,o meu cão. Quando ele ficou doente, veio o drama,desenvolvi a mesma doença de pele.Fiquei com peladas na cabeça e feridas na pele da testa. Foi um susto mas com tratamento tudo se resolveu.Coincidência ou não,hoje tenho pele sensível nessas zonas, para além de dermatite seborreica e pele mista na zonaT.Apesar de tudo gosto da minha pele e uso bioderma

Maria Beatriz Teixeira

Maria Beatriz Teixeira

Minha pele é muito sensível e reativa ao sol e alterações de temperatura, ficando a pele do rosto vermellha. Uso habitualmente, e por conselho do dermatologista, o “Sensíbio AR”, que me hidrata e proteje o rosto, fazendo-me sentir melhor. Pena é só existir à venda a embalagem de 20 ml. que gasto em 2 a 3 semanas, o que se torna dispendioso!

Cristiana Pereira

Cristiana Pereira

Desde pequenina tive muitas sardas e por isso tive de ter sempre muito cuidado com a pele. Um dia fui mãe e a minha pele mudou começou a ficar um pouco mais oleosa e com falta de cuidado. Os filhos realmente tiram a beleza das mães e agora sinto que estou uma pele mais oleosa e flácida e que as minhas sardas estão maiores. Bioderma foi e sempre será a minha escolha número 1, é uma marca excecional

Inês Castro

Diana Grilo

Cada cicatriz simboliza um marco, um feito e uma superação.

Inês Castro

Ana Oliveira

A minha pele já passou por vários estados, oleosa, mista, desidratada, desde de muito cedo que tenho rotinas diárias com a minha pele, posso afirmar que já usei quase todas as gamas da bioderma desde sebium, sensibio, atoderm etc e sou fá da marca.
Adoro as texturas, fragrâncias, sinto confiança na utilização de todos os produtos. Sinto que a Bioderma respeita a minha pele!

Inês Castro

Maria Teixeira

De jovem sofro da pele a determinados medicamentos sou muito
alérgica pele muito sensível tenho a rosácea que mal se nota derivado a um creme vosso que um dermatologista me receitou é o Bioderma Sensibio AR.
Por volta dos 62 anos apareceu-me o glaucoma e as gotas que eu
colocava nos olhos fizeram a m/cara numa desgraça foram quase 1
ano no hospital até que finalmente apareceu um creme bom.

Natacha Faustino

Natacha Faustino

Aos meus 7 anos pedia ajuda a uma tia minha para me ensinar quais os produtos a utilizar e toda a minha família achava muita piada, pois diziam que era demasiado nova para ter assim tanto cuidado.A minha pele nunca me deu problemas até chegar a pandemia que a tornou acneica.Fiz todo o tipo de tratamento e nada funcionava hoje já tenho a pele seca mas continuo com marcas e cicatrizes, que vão ficar

Lúcia Francês

Lúcia Francês

A minha pele tem tanta história para contar… são tantas as memórias.
Uma pele que já passou por tantas aventuras, sem medo do risco, muitos dias felizes ao sol, que não falte no seu ADN sal e vitamina D, alguns escaldões também. Dona de si mesma e de uma identidade muito própria tem gravado na pele aquilo que a move e algumas cicatrizes também… a minha pele é tão única, é só minha!

Gonçalo Batista

Filipa Moedas

A história da minha pele podia dar uma saga de filmes de acção por tudo o que já passou. Na adolescência, lidei maioritariamente com o acne típico da puberdade. Actualmente com 26 anos, possuo um tipo misto e lido com uma doença autoimune que me deixa a pele frágil devido ao stress e sensível ao sol. Felizmente, os produtos da Bioderma fazem parte da minha rotina e estabilizam todo estes efeitos

Gonçalo Batista

Andreia Mota

Desde pequena que sofro imenso com pele atípica,melhor,sofria,pois desde que descobri a bioderma tudo mudou. Até então,tinha imensas crises,desde que comecei a usar os vossos produtos,num ano,tenho apenas 1,2 crises. Uso todos dias o oleo de banho e creme intensive baume e são os meus melhores amigos.
Obrigado por tudo bioderma.

Gonçalo Batista

Ana Catarina Ramos Vaz

Era uma vez o meu 3°filho, o Pedro, um bebé lindo que nasceu em Novembro 2021. Nas 1as semanas de vida, verifiquei que a sua pele estava muito áspera, seca e descamativa, embora usasse produtos de uma marca conceituada… Depois de pesquisar exaustivamente a melhor marca para o cuidado do meu bebé, e inspirando-me nas minhas influencers favoritas, descobri a Bioderma! Salvou a pele do meu bebé! 🙏

Felipa Barros

Felipa Barros

A minha pele é o espelho da minha alma é a que conta a minha história de vida….. adoro mimar e cuidar dela com produtos da Bioderma o gel laxante e o creme hidratante um miminho que não dispenso!!! Amo cuidar da minha pele e procuro os melhores produtos preço/qualidade ♥️♥️♥️♥️♥️

Gonçalo Batista

Alexandra Reis

Tenho pele com psoriase diagnosticada aos meus 16 anos embora até hoje com algumas incertezas, hoje tenho 49 anos e tem sido muito duro viver com esta doença que nos tira muita qualidade de vida, o prurido é demais e muito difícil de gerir, já fiz vários tratamentos com cremes comprimidos mas nada resolve e se melhoro deste problema pioro de outros, é sobretudo palmar,

Gonçalo Batista

André Silva

Eu e o meu irmão na nossa adolescência sofremos imenso com os pontos negros. Temos apenas dois anos de diferença e toda a nossa adolescência ficou marcada pelos pontos negros e pela acne. Foi um flagelo de tratamentos sem resultados práticos e anos de repressão devido às crateras que tínhamos no rosto. Até as miúdas fugiam de nós. Foi uma altura difícil, mas que felizmente ultrapassamos bem.

Sara Barata

Sara Barata

Nunca tive grande problemas com a pela na adolescência. Agora com 29 anos , fui mãe pela 2 vez e desde aí que noto manchas e borbulhas mesmo que pequenas que sejam me incomodam . Um género de rosácea também parece que me apareceu , neste momento ainda bem que à filtros porque senão não coloca fotografias nas redes sociais. Incomoda me bastante e estou a pensar em ir me aconselhar com algum médico

Daniele Medeiros

Daniele Medeiros

A Minha pele nunca foi uma pele daquelas da televisão,tive uma infância e adolescência em que ñ tive um grande cuidado pelo menos na hidratação e proteção solar,e agora vejo a falta que faz.
Hoje tento dentro do possível hidratar e proteger a pele dos efeitos do sol,do tempo.
Limpeza,hidratação e proteção!

Cátia Caldas

Maria Bento

A minha pele era bonita e saudavél ate começar a trabalhar como soldadora!!! A partir dai tudo mudou ficou todo queimada com o fumo e as carepas !!! Agora esta muito sensivél e feia mas este é o meu trabalho que eu tanto gosto!!

Laudina Cecilio

Laudina Cecilio

Desde que comecei a ter mais cuidado com a saúde da minha pele, isto à 20 anos atrás, tenho a certeza que a minha pele tem dupla, tripla personalidade.
Nunca está normal, mista ou oleosa durante muitos meses.
Depende de como eu a trato, está constantemente a mudar e junto com ela também as minhas rotinas têm mudado.
Desde manchas, acne e rugas. Temos que cuidar a nossa pele, com os melhores produtos.

Cátia Caldas

Susana Pereira

A minha pele é muito sensível, ja tive episódios de grande alergias na pele desde muito nova ,agora uso a gama sensibio defensibe , no momento da minha crise de alergia o que me ajudou foi a gama Hydrabio agua desmaquiante e o serum da mesma gama, foi a minha salvação pk fiquei com a pele muito desidratada dos cremes que me deram no hospital. Fez me muito bem , adoro a vossa marca .

Inês Castro

Vera Miranda

Desde adolescente que sou atormentada, porque tinha acne, porque tinha sardas e nunca deixei esses “problemas” me diminuir, actualmente o meu maior problema é o melasma, incomoda mas mais uma vez visto a minha pele e nao deixo que a minha pele me vista, porque apesar da pele ser o meu maior órgão, nao é aquilo que me define. Cuido dela com amor e junto com a minha personalidade deixo a brilhar!

Inês Castro

Catarina Iglésias

A minha pele mudou radicalmente nos ultimos 5 anos, passei de ter uma pele jovial, para uma pele cansada, baça, sem vida, com as primeiras rugas a aparecerem, isto tudo por um bom motivo, e vocês pensam “como assim?” , e eu respondo que fui mãe há 5 anos 🙂 .

Cátia Caldas

Cátia Caldas

2017: começar a trabalhar, nova rotina, stress… começaram os problemas de pele! Vários médicos, vários diagnósticos curáveis incluindo sarna até que me disseram que era um problema crónico e idiopático que me iria acompanhar sempre. Aprendi a lidar com as crises, indicaram-me a medicação certa e não precisei sempre de voltar ao médico, o que é empoderador! E da bioderma… sou inseparável!

Francisca Amado

Francisca Amado

Quando era pequena tinha a pele atópica. Sofri muito pois fazia chagas e feridas e não podia fazer o mesmo que os outros meninos (a primeira vez numa piscina tinha 8 anos). Melhorou com a idade mas desde que fui mãe (5meses) fiquei cheia de pontos negros, pele seca e manchas. Estou a tentar gostar da minha pele mas não é um trabalho fácil.

Adriana Coelho

Adriana Coelho

A minha pele é a minha história de vida.
Quando comecei a puberdade a minha pele ganhou imenso acne, vermelhão, manchas e muita oleosidade.Fez com que a minha auto-estima estivesse no ponto mais baixo . Fiz tratamento dermatológico e não resultou!
A verdade é que engravidei e fiquei com a melhor pele de sempre!
Agora sou feliz a dobrar, pele boa e com uma Bebe de 6 meses, Benedita ☺️

Gonçalo Batista

Gonçalo Batista

Sou o Gonçalo, tenho 7 anos . Aos 7 meses fiz um transplante cardíaco. Nasci com o coração gigante, mas agora estou bem, faço medicação que torna a minha pele muito seca, só com o creme da Bioderma é que a minha pele fica bem.

Adriana Dionísio

Adriana Dionísio

É difícil caracterizar a minha pele, como um tipo de pele, isto porque no rosto tenho pele oleosa com tendência acneica mas nas pernas e numa mão tenho pele sensível.
Tudo porque sofri queimaduras de 2° e 3° grau nas duas pernas e mão direita, há 1 ano, tenho 24 anos e por isso faço de tudo para amenizar as marcas, um dos tratamentos é utilizar creme hidratante pelo menos 2x por dia.

Madalena Raposinho

Madalena Raposinho

“Tens pele atópica”
Foi me dito há 4 anos atrás. Nunca pensei que fosse tão difícil de controlar em determinadas alturas. Não é nada fácil mas facilita muito ter a gama da Bioderma por perto. E a minha pele agradece. É sentir-me novamente confiante como não me sentia há anos. Ter Bioderma é ser feliz.

Natacha Carreiro

Natacha Carreiro

Desde criança que adoro Sol,praia e mar. Na adolescência o que as raparigas + queriam eram ter um bronze bonito para usar bikinis e roupas coloridas da Beneton. Lembro-me como se fosse hj as horas que passava ao sol sem protecção para ter um bronze bonito.Hj arrependo-me pois ganhei manchas na cara de tanto sol que apanhei. Ao usar Bioderma pigmentbio já noto melhorias nas manchas. Obrigada🙏

Sara Martins

Sara Martins

Sempre tive uma pele normal até aos 21 anos, idade com que descobri que tinha doença de Beçhet. Na sequência da doença auto-imune tenho nódulos nas pernas que se transformam em marcas dolorosas (físicas e psicológicas) e com os tratamentos a pele ficou extremamente seca. A gama Atoderm foi e é a minha salvação.
Voltei a estar confortável na minha pele e a usar vestidos novamente !

Cátia Sousa

Cátia Sousa

Olá, sou a Cátia, mãe da pequena Ema, a Ema nasceu com uma síndrome rara, síndrome de noonan, umas das caraterísticas da síndrome é as alterações na pele. Neste caso a pele atópica. O produto que temos usado na pele, não está a ter sucesso, gostávamos muito da oportunidade de experimentar outro. A Ema sente bastante comichão e tem bastantes bolhinhas pelas pernas, braços e cara. Obrigado.

Gonçalo Batista

Andreia Augusto

Mãe de primeira viagem, aos 2 meses da bebé, começam a aparecer-lhe manchas na pele, cada dia mais vermelhas, maiores, secas e ásperas. Instalado o pânico recorremos á sua pediatra que a diagnóstica com pele atopica e dá-nos a conhecer aquela que é hoje a nossa fiel companheira : Bioderma. Hoje, com quase 3 anos tem uma pele maravilhosa, cuidada, macia graças a uma rotina diária com Bioderma.

Rita Marques

Rita Marques

Tudo começou quando tinha 13 anos. Foi-me muito difícil aceitar o aparecimento do acne e da constante pele oleosa, mas passados 9 anos consigo olhar-me ao espelho e ver que por detrás de uma pele há alma e muita beleza. Seja ela de que maneira for!
Com a Bioderma aprendi a olhar mais para cada necessidade da minha pele e, hoje, consigo perceber que nunca fui tão feliz com a pele que tenho 🤍

Carina Mendes

Carina Mendes

A vida é composta por diversas fases e a minha pele foi sempre o reflexo da minha vida. A adolescência marcada pelas borbulhas e oleosidade, duas gravidezes em que fui abençoada com uma pele suave e sem imperfeições e no meio um cancro cujos tratamentos de quimioterapia me deixaram uma pele seca e reativa. Quase 35 anos de vida e muitas experiências!

Inês Castro

Inês Castro

Tenho pele atópica no corpo desde que me lembro de ser gente 😅mas agora está muito controlada.
Na cara tive sempre tendência a ter pele acneica, mas a história mudou, fui mãe há um ano, e desde aí, nunca mais tive uma borbulha. A minha pele mudou completamente. Portanto a minha vida e a minha pele mudaram faz dia 25 de Junho, um ano ! Agora é mista com algumas manchinhas, mas poucas!

Filipa Castro

Filipa Castro

A história da minha pele começou no dia em que nasci, com um eczema atípico com que sempre vivi. Controlar é uma luta que dá um trabalhão, talvez a bioderma alivie esta sensação.

Inês Castro

Jessica Nunes

Sempre tive borbulhas, desde novinha, sempre foi uma insegurança muito grande, principalmente de quando deixaram de ser só na cara e passaram para as costas e peito, o verão é algo péssimo para mim pois custa imenso mostrar a minha pela, atualmente tenho imensas manchas que também me deixam muito insegura, para além das borbulhas, adoro esta marca e gostava muito de ganhar o passatempo

Patricia Barão

Patricia Barão

A minha pele conta uma história de Amor /ódio. Será sempre fácil dizer que amamos o nosso corpo mas tal não corresponde à realidade, as inseguranças surgem quer sejamos magras, mais cheinhas, estrias, manchas, sardas… Tudo isso eu odiei no meu corpo; hoje apenas tento aceitar o meu templo e cuidar dele da melhor forma possível para amenizar os danos.

Mariana Melo

Mariana Melo

Comecei a ter cuidados com a minha pele quando estava no sétimo ano. Foi quando comecei a ter consciência desta necessidade, pois tinha a pele com muito acne o que me descia muito a autoestima, mais tarde essas mesma borbulhas passaram também para as minhas costas. O que me deixou ainda mais em baixo e sofri de bullying.
Com a ajuda de dermatologistas consegui secar as minhas borbulhas todas.

Madalena Santos

Madalena Santos

A passagem precoce pela puberdade que começou quando tinha apenas 10 anos, refletiu-se na minha pele, e consequentemente no meu psicológico. Desde borbulhas na cara e no corpo, a uma constante oleosidade e vermelhidão que pareciam não ter fim, hoje em dia, valorizo a minha pele cuidada e a influência que pode ter na auto-estima de qualquer um. Nunca é tarde para tratarmos de nós, da nossa pele.

Marisa Pedroso

Marisa Pedroso

Tal como eu, a minha pele tem os seus dias. Eu tive a aprender a aceitar os dias menos bons, a ouvi-la e compreender o que ela precisa. Aos 14 anos fui diagnosticada com psoríase e, desde então, cuidar da minha pele tornou-se uma prioridade. Atualmente, a doença está controlada mas debato-me com uma pele sensível que tem passado por inúmeros desafios. É apenas um dia bom? Não, é todo um processo.

Inês Castro

Cristiana Costa

Para conseguir ter a minha pele bonita e sem acne foi preciso esforço e dedicação para este objetivo alcançar,
Desde a alimentação aos produtos que estava a utilizar ,
A bioderma foi uma preciosa ajuda pois consegui descobrir o que na minha rotina me estava a faltar,
E a minha auto-estima voltou a subir e estou sem dúvida a sentir a minha pele espetacular !

Gonçalo Batista

Sofia Messias

A minha pele conta uma história e não é uma história de encantar mas está-me na memória
e por isso vos vou contar.
Desde cedo tenho dermatite atópica, o dermatologista disse que eu a poderia controlar,
poderia ter crises várias vezes, Mas com bons produtos ela poderia amenizar,
A minha pele conta uma história, desde que sou petiz, e mesmo com comichão,
com Bioderma conseguiu um final feliz!

Alexandra Garcia

Alexandra Garcia

Sempre tive pele oleosa e com alguns poros visíveis, mas após uma má experiência com contraceptivos hormonais desenvolvi acne e desde ai a minha pele nunca mais foi a mesma, após varias idas ao dermatologista e medicamentos tópicos finalmente houve melhorias mas fiquei com a pele muito sensível e reactiva, se não fossem os cuidados da bioderma sensibio não tinha ultrapassado esta fase

Ana Teixeira

Ana Teixeira

Sempre tive uma pele fantástica até aos 18 anos, sem acne, oleosidade e as coisas típicas da adolescência, até que quando entrei na faculdade ficava sempre vermelha na área das bochechas e com pequenas borbulhas, fui ao médico e veio o diagnóstico de rosácea, desde aí tem sido uma luta para que conseguisse amenizar este aspecto que me deixou bastante em baixo, mas com Bioderma tudo é possível!

Angélica Monginho

Angélica Monginho

As cicatrizes nos joelhos são uma maneira
de recordar a infância e toda a brincadeira;
as estrias na pele são a marca verdadeira
que anunciaram a chegada da minha herdeira;
e as rugas que surgem, mesmo que eu não queira,
são o resultado das vivências de uma vida inteira.

Patrícia Silva

Patrícia Silva

A minha pele tem-me dado algumas dores de cabeça ao longo dos anos:primeiro o acne horrível que me provocou complexos imensos ,agora na idade adulta encontra-se na maior parte do tempo seca e extremamente sensível .Tento hidrata-la com bons cremes e bebendo água para ir diminuindo a secura e de vez em quando faço uma limpeza profunda .Bem é a minha pele e tento cuidar dela o melhor que posso.

Andreia Gonçalves

Andreia Gonçalves

A minha pele conta uma história:desde a rosácea grave que tive na adolescência e me fez usar maquilhagem,até aos dias de hoje em que se encontra extremamente seca, secura essa que vou combatendo com bons hidratantes e ingerindo muita água, bem como as primeiras rugas que começam a aparecer, mas com todos os problemas adoro a minha pele e tudo faço para a proteger.😉

Leonor Silva

Leonor Silva

A minha pele conta a história da evolução recente da dermocosmética.Nasci em 74 e atravessei a infância incomodada por um eczema, sendo que no Portugal dos anos 70 não havia propriamente muita oferta de soluções para problemas específicos, aliás nem sequer havia muita oferta de produtos generalistas. Ao longo deste tempo pude realmente beneficiar dos avanços de gigante nesta área. Muito obrigada!

Fátima Amaral

Fátima Amaral

Desde jovem a minha pele nunca teve imperfeições ou acne, mas foi-se tornando mais seca e sensível com facilidade de ter manchas. Cada vez o cuidado e maior. Só me sinto bem com ela bem hidratada e confortável. Já tentei várias marcas que realmente me surpreendessem.

Gonçalo Batista

Anabela Vieira

Desde pequenina que tenho problemas com a pele,apanhava grandes escaldões no verão pois nunca me punham protector solar e hoje com 47 anos,vejo isso marcado na minha pele como uma pele muito velha,gasta com muitas rugas e sem vida,como se fosse uma pessoa de muita idade.e tenho pena e ao mesmo tempo vergonha de ter assim a pele,como da cara e das mãos,mas também as restantes partes do corpo.

Inês Castro

Marina Martins

Combate constante no tratamento das manchas no rosto.

Inês Castro

Lucia Costa

Desde que fui mãe a minha pele mudou drasticamente começou a ter manchas castanhas fruto da gravidez que ainda hoje permanecem. Já usei variadíssimos cremes e não está facil tornar esta situação por isso resolvi aceitar em vez que esconder e disfarçar porque peles perfeitas não existem e se existirem 👌 parabéns. Todas diferentes, todas imperfeitas, todas mulheres.

Sofia Bértolo

Sofia Bértolo

Como alguém de 23 anos com pele atópica há 20 anos que nos últimos 6 anos piorou mais do que nos restantes, sinto que sozinha a minha pele tem vindo a contar a minha história. Estou feliz, ela está feliz. Estou ansiosa ou stressada, ela está igual. Sejam apenas vermelhidão, eczemas ou a crosta do fim, não precisava de ser uma pessoa emocionalmente tão transparente para saberem como me sinto.

O projeto A Minha Pele Conta Uma História foi criado pela BIODERMA com o objetivo de incentivar a aceitação, respeito, cuidado e bem-estar com a pele que cada um de nós tem. Cada pele conta uma história com fases, bons e maus momentos. E cada um de nós é bonito e perfeito à sua maneira! Aqui queremos partilhar histórias de positividade, motivação e inspiração.