Tal como eu, a minha pele tem os seus dias. Eu tive a aprender a aceitar os dias menos bons, a ouvi-la e compreender o que ela precisa. Aos 14 anos fui diagnosticada com psoríase e, desde então, cuidar da minha pele tornou-se uma prioridade. Atualmente, a doença está controlada mas debato-me com uma pele sensível que tem passado por inúmeros desafios. É apenas um dia bom? Não, é todo um processo.